A 1 de Outubro de 1990, foi fundada a Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21

A 1 de Outubro de 1990, foi fundada a Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21 (APPT21) e as primeiras opções estratégicas foram a prestação de cuidados a crianças afetadas por esta doença genética. Pouco depois, logo no início da década de 90, a associação introduziu, em Portugal, as mais modernas metodologias de avaliação e de intervenção na área do desenvolvimento relacionadas com esta patologia e, volvidos menos de dois anos, foi decidido generalizar a experiência a outras doenças que não a Trissomia 21, pelo que a instituição passou a proporcionar Programas de Intervenção específicos para a síndrome do X Frágil, para a Síndrome de Williams, para a síndrome fetal-alcoólica, para a síndrome de Turner, para síndrome de Prader-Willi e para a Perturbação do Desenvolvimento Intelectual (vulgo, défice cognitivo, deficiência mental ou atraso mental) com ou sem causas conhecidas.

Ver vídeo na notícia original

Últimas Notícias

10 anos de Kit Bebés

Em 2023 foram entregues 37 Kits bebés a recém-nascidos e bebés com diagnóstico pré-natal de t21. O Kit foi lançado em 2013 e é entregue

LER MAIS
Skip to content