Categoria: Testemunhos

Tenho voz | Pilar

“Gosto de fazer muitas coisas e fico sempre baralhada quando me perguntam o que quero fazer da minha vida… Agora que trabalho como auxiliar de educação infantil (e adoro) queria fazer um workshop de fotografia, adoro festas e acho que tirar fotografias em festas e casamentos poderia ser super giro. Também não me importava de ser pintora e desenhar muitos corações! Ser cavaleira também não me desagradava mas os meus irmãos demoram a fazer chegar a minha vez de montar, pode ser que este ano volte para o Jokey. A minha avó dizia que eu iria ser sacristoa do...

Read More

Tenho voz | Inês

“O meu sonho é ser atriz e escritora. Eu quero o que já tenho… a minha família… o meu trabalho…os meus colegas e os meus amigos… não quero mais nada.” Inês Vigário trabalha na Schindler e tem 22 anos,...

Read More

Tenho voz | Henri

“Eu gostava de  ter uma casa para sustentar e gostava de ser patrão. Gostava de casar, ter filhos e ter uma piscina. O que me falta para ser feliz é continuar a ser amado. […] Sinto que o que eu digo interessa porque são coisas valiosas e são verdadeiras. Quando quero ir a algum lado peço a permissão da minha mãe e do meu pai.” Henri Turquin é tratador de cavalos e tem 26 anos,...

Read More

Amor e Sexualidade | Eu e a vida afetiva da minha filha Joana

Reconheço à minha filha Joana o direito de viver uma vida plena. Tenho consciência que terá sempre de ser acompanhada, aconselhada e supervisionada, o q hoje é feito por nós pais e mais tarde serão os irmãos a fazê-lo, embora atualmente já participem neste processo, pois estamos todos empenhados na sua realização enquanto pessoa. Esta realização passa pela concretização dos seus sonhos e aspirações. Alguns são um pouco disparatados, talvez próprios da idade, ou das novelas que tanto vê, mas outros são perfeitamente possíveis de atingir. Ela quis namorar desde cedo, sofria com o facto de os rapazes não...

Read More

Amor e Sexualidade | O amor toca a todos

“O amor toca a todos, mais tarde ou mais cedo, não vale a pena negar! É verdade que não é fácil vermos os nossos filhos apaixonarem-se, a nossa primeira reação é protegê-los. Temos medo que sofram, que se decepcionem, que sejam maltratados. Nós, os pais, também já passámos por isso. Mas, afinal preparamo-los todos os dias para serem autónomos, queremos que sejam felizes, que os aceitem na escola, na sociedade, que tenham um trabalho. Pois é, então temos de ser coerentes! Não podemos fingir que não vemos que eles também querem namorar, com frequência nos dizem que querem casar....

Read More