Quando falamos de adoção, raramente nos passa pela cabeça que bebés com t21 também são abandonados e procuram uma família. Para muitas pessoas pode parecer impensável adotar uma criança com t21, para outras é a opção certa.

Sabemos que um filho com t21 implica sempre alguns gastos adicionais, quer em terapias, quer noutras ajudas ou apoios. Porém, também é verdade que o retorno de um filho com t21 é enorme e enriquecedor.

Por isso, se pensa em adotar, não descarte a ideia de ter um filho com t21 e em vez de perguntar porquê adotar uma criança com t21 tente a pergunta “porque não adotar uma criança com t21?”.

Os pais que adotam crianças sentem a adoção como uma gravidez. Chegado o seu termo recebem os filhos que esperavam não se importam com a cor do cabelo ou dos olhos, nem com as suas capacidades. Amam o seu filho porque é seu, não importa se é biológico ou não. Fazem tudo por ele, porque o amam sem nada esperar em troca, pelo menos era assim que deveria ser.

A decisão de adotar um filho diferente pode não ser fácil, mas uma vez tomada a decisão no coração, não trocariam estes filhos por nada. As famílias que adotam crianças especiais são também famílias muito especiais. São famílias que dão a estas crianças a oportunidade de se sentirem amadas, seguras, acolhidas. Dão-lhes a oportunidade de desfrutar daquilo que é um direito de todos, o de ter uma família!

Leia os  testemunhos