«A associação de pais de crianças com trissomia 21 diz que um em cada 800 bebés nascidos em Portugal tem esta doença, mas prevê que esta anomalia genética tenda a diminuir já que 95% dos pais preferem abortar. (…)»

Leia mais aqui!