“Quando soubemos ficámos assustados, tivemos que chorar e pensar. O diagnóstico foi nos comunicado 2 semanas antes do Natal. No Natal já sabíamos que iriamos ter a nossa filha. Já passaram alguns anos e não nos arrependemos da nossa decisão. É uma criança muito amada que nos dá muita alegria”.

Teresa e Jorge Osório, pais da Inês